Como obter Liberdade Financeira – Primeiros Passos

Primeiros passos para obter liberdade financeira

O objetivo do blog é mostrar opções diferentes de se conseguir atingir liberdade financeira. Desde técnicas de poupança, a possíveis investimentos e como ganhar conhecimento financeiro suficiente para estarmos informados e tomarmos as nossas decisões com consciência. Este artigo passa por explicar alguns dos primeiros passos que são essenciais para começar esta caminhada para obter liberdade financeira.

Passo 1 – Gestão de finanças pessoais

Antes de qualquer outro passo relacionado com investimentos, ou até mesmo obter liberdade financeira é necessário conhecermos as nossas finanças pessoais e saber geri-las. Quanto dinheiro sai e entra nas nossas contas todos os meses? Em que é que nós gastamos mais dinheiro ao mês? Qual a altura do mês em que isso acontece? São tudo questões às quais nós temos que saber para melhor conseguirmos gerir. Li já algumas vezes por diferentes autores que se não sabemos gerir 10€, não sabemos gerir 1000€.

Daí necessitarmos de uma app ou de um excel para conseguirmos monitorizar e gerir as nossas finanças pessoais.

Eu já escrevi um artigo sobre a app que utilizo para gestão das minhas finanças pessoais completamente gratuito. Pode ser uma opção viável para si. Para ler o artigo clique em: Toshl Finance – App de Gestão de finanças pessoais.


Passo 2 – Obter inteligência financeira

Após sabermos e regularmente gerirmos as nossas finanças pessoais temos que ganhar conhecimento financeiro. É muito importante informarmo-nos antes de nos atirarmos de cabeça para qualquer tipo de investimento. Quanto mais nos informarmos sobre finanças e como investir o dinheiro para que ele trabalhe para nós, maior a probabilidade de sucesso e melhores decisões iremos tomar. Livros, Youtube, Ebooks, Audiobooks e Blogs são grandes fontes de informação que nos irá ajudar a cada passo que damos.

Para ler o artigo que escrevi sobre os TOP 4 livros para investidores iniciantes: Top 4 livros para investidores iniciantes.


Passo 3 – Pagar primeiro a si

Agora que gerimos as nossas finanças pessoais e começamos a ganhar inteligência financeira está na hora de seguirmos para o passo em que pagamos primeiro a nós próprios, ou seja, assim que ganhamos o nosso rendimento, retiramos primeiro um valor para nós próprios. É essencial pagarmos a nós próprios primeiro, pois se apenas retirarmos no fim o valor para nós, haverá sempre a probabilidade de ser menos do que deveria, ou esquecermo-nos.

Se pagarmos primeiro a nós próprios uma percentagem dos nossos rendimentos, então estaremos a implementar o que muitos investidores de sucesso fazem, agir sobre a inteligência financeira que adquirimos e gerir e ter maior disciplina com as nossas finanças.


Passo 4 – Investir 10%

Dos nossos rendimentos deveríamos conseguir retirar no mínimo 10% para investir. O Passo 3 diz que devemos pagar a nós próprios primeiro e é mesmo esse valor que devemos reutilizar para investir. Atenção que estou a assumir que já têm uma reserva de emergência. Deverão sempre ter essa reserva primeiro antes de começar a investir.

Para quem não sabe o que é uma reserva de emergência, este artigo pode ajudar: Criar uma reserva de Emergência.

Se já têm uma reserva de emergência têm que colocar algum valor que ganharam com o vosso trabalho a trabalhar para vocês de novo. Investir em algo que vos dê um retorno interessante, um negócio, ações, ETFs, P2P, imobiliário, etc. Sejam creativos, verifiquem que investimentos vos poderão dar retorno passivo e invistam sabiamente. 


Passo 5 – Obter juros compostos

Este passo poderá num prazo futuro multiplicar exponencialmente os seus investimentos. Juros compostos permitem investir e re-investir sobre o investimento e sobre os juros que foram gerados.

Exemplo:

Investir 10€ com 5% de juros ao mês
Ao fim do primeiro mês terá 10,50€
No Segundo mês o valor a investor será 10,50€

E assim sucessivamente.

A ideia é trabalhar o dinheiro dos nossos rendimentos para que ele continuamente trabalhe para nós de modo a ganharmos rendimentos passivos. No ínicio não conseguirá retirar nenhum valor investido, ou pelo menos, não deverá se quer que o valor investido se vá multiplicando, mas a ideia é um dia conseguir viver desses rendimentos.

Por isso, tenha gestão das suas finanças pessoais, ganhe conhecimento financeiro, investa 10% dos seus rendimentos, e faça o dinheiro trabalhar para si através de juros compostos.

Bons Investimentos$$$$

Deixa o teu comentário!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.